Final de semana trash

Imagem

Já eram três horas. O grupo ainda não havia saído. Kangin fixo ao relógio como se este fosse suas pupilas. Enquanto isso, Sungmin limpava o quarto. Sabia que quando os meninos saíssem a casa ficaria reservada para si e seu Guaxinim. Três e meia ‘Aish’ pensava Kangin ansioso, estava louco por seu parceiro. Fazia muito tempo que não ficavam. Quase duas semanas no desejo e moravam na mesma casa. Mais um pouco e iria enlouquecer! Com a promoção do novo álbum era quase impossível ter tempo pras escapadinhas…

– Kangin-hyung, eles já foram! – apareceu SungMin com um sorriso enorme, todo animado, como uma criança encontrando uma piscina de doces.

– Aish! Não me chame de Hyung – Kangin foi correndo agarrar Sungmin lascando-lhe um beijo que parecia não parar por ai.

Minie foi lentamente tirando a blusa do seu parceiro, enquanto este não desgrudava os lábios dos seus. Sendo apalpado, Sungmin não parava de gemer mesmo os tendo abafados pelos beijos calientes. Kangin o agarrava como se Minie fosse cair de um penhasco. Parou, o olhou nos olhos e aquela nostalgia fluiu. Sungmin acariciou seu rosto o puxando levemente para mais um beijo, quando Kangin morde sensualmente o seu lábio inferior, logo descendo em direção ao seu zíper. Sungmin ficou muito excitado, sentiu as mãos quentes do Guaxinim puxando seu membro para fora da calça. Começou o masturbando devagar. Ao ver a cara de delírio do seu amado tocou a ponta da língua na glande, lambendo lentamente insistindo para que Sungmin pedisse mais. Este acariciou os cabelos de Kangin que o abocanhou no mesmo momento. Minie se descontrolou e gritou.

– Hyung vem pra mim. Não me faça esperar mais.- Sim, ele implorava por sexo como uma ninfomaníaca em abstinência.

Kangin não aguentou ver a cena, levantou-se arrancando as calças da fofura o prensando na parede e penetrando sem dó. Sungmin se contorcia de dor, entretanto agarrava com força seu amado o incentivando a aumentar a velocidade. Minie gemia alto, com vergonha tentava o máximo possível se segurar, beijava Kangin tentando diminuir o volume.

No calor do desejo aparece Ryeowook no corredor de mãos dadas com Yesung, que tomam um susto, pois também planejavam ter a casa só para os dois assim que os hyungs saíssem.

– Meninos, oque fazem aqui? – questionou Yeye com cara de tacho.

Kangin solta Minie o fazendo cair, logo puxando a samba-canção, abotoando as calças e levantando o seu namorado.

– Oque fazem vocês aqui?- Kangin retrucou não gostando nadinha da situação.

– Achamos que tinham ido com os meninos a viagem no feriadão. Ryeowook fala preocupado e totalmente tímido pela situação cobrindo seus olhos com as mãozinhas do Yeye, mas disfarçando o ato par evitar constrangimentos aos seus amigos. Era um final de semana inteiro, e ninguém tinha grana pra viajar. Os meninos foram pra China porque ganharam de presente por tantos méritos com o novo cd. Pelos cálculos de Wook, o feriadão com Yesung também estava planejado, e isso incluía a casa só pra eles.

Yesung: Ok, estamos fazendo muito barulho por nada, certo?! ‘‘barulho era o que eu queria continuar fazendo agora’’ *sussurrou Kangin*.

– Eu e Ryeowook ficamos no quarto dos mais velhos e você e Sungmin no quarto dos mais novos. – Kangin concordou com cara de “não tenho muita opção” e puxou Sungmin pro quarto.

– Esses dois! Como você não sabia? – Kangin resmungava chateado.
Sungmin olhou espantado.

– O Wook não conta esse tipo de coisa pra mim, muito menos eu pra ele! Estou com vergonha. – Pensou na cena que foram flagrados no corredor, há uns cinco minutos atrás.

Kangin sorriu, trancou a porta do quarto, olhou pra Sungmin com um olhar que dizia tudo.

– Continuando! – arrancou as calças ficando só de samba-canção, era de patinho.

Em direção a Minie, quase explodindo de tesão, é repreendido.

– Desculpa hyung, não estou no clima.

Kangin olhou assustado.

– Só por causa da cueca de patinhos? – faz bico – Aish
SungMin olha aquela cena fofa e sorri com ternura.

– é sério, hoje não vai dar. Meu sangue não está coagulando direito. Desculpa. – Diz o mais novo rindo encarando com deboche a cueca de patinhos.

O mais velho entendeu.

– Não precisa se desculpar – não forçou a barra, respeitando o seu parceiro.

Enquanto isso dava pra escutar os altos gemidos do quarto de cima, “Ryeowook e Yesung não perdem tempo” pensou Kangin, ficando chateado e ainda mais excitado.

Mais tarde, Yeye e o Wook desceram arrumados, bateram na porta do casal KangMin os chamando pra beber. Estes se banharam rápido, duh, Kangin não rejeita álcool.

Na mesa do bar a tensão era maior. Apesar de tímido, Wook na mesa parecia estar em lua de mel. A couple nem parecia ter tido “aquela tarde”. Kangin só olhava. Já Minie não via diferença alguma, eram dois casais de amigos conversando e bebendo, fim. Pediram a conta e voltaram pra residência minúscula, pelo menos Kangin pensava assim.

Ao chegar Minie olhou pro corredor e lembrou da cena, não conseguia esquecer. Enquanto o outro casal…

– Hyung, não devia ter me deixado beber tanto! Ai que calor. -Wook dizia tirando o casaco, revelando uma blusa que deixavam suas costas à mostra, abanava a si mesmo com a mão direita. Isto deixou Yesung louco o fazendo puxar o braço do mais novo até o quarto. Barulho de chuveiro. Kangin observou a cena chorando, quinze dias sem sexo e um quarto só pro casal. Tirar a casquinha no corredor e estar hospedado a um par on fire que passou pela mesma situação as semanas e agora estão tirando o atraso o deixava muito excitado. “Estou sofrendo!” pensou “A bundinha dele é tão fofa…Quero agora!” ele a apalpou na cara dura ‘Hyung!’ gritou Sungmin assustado.

– Oque foi isso? – extremamente vermelho.

– Desculpa, não consigo mais suportar.

O mais velho agarrou seu dongsae por trás colando seus lábios no pescoço dele. ‘Kangin-ssi!’ gritou ‘não! Eu não vou conseguir’ sussurrou com muita vergonha ‘Sinto o desejo na sua voz!’ disse o guaxinim que enfiou a mão na cuequinha do menino.

– Kangin-hyung – gemeu se contorcendo a cada movimento que o mais velho fazia. Esse apesar de excitado, seus braços e pernas permaneciam imóveis. – Assim vai ser difícil controlar o volume – gemia alto.

– Aish, vamos pra cama!

A caminho do quarto a campainha toca. ‘Espera Hyung’ empurra Kangin.

– Dongsae, não é nada! Eles pensam que estamos de viagem – puxa o mais novo de volta.

– Se estão tocando, deve ser importante! – Minie o empurra para atender a porta.

“Querido!”. Atende a porta com uma enorme surpresa, Park Seung Ha, irmã adotiva e mais velha de Sungmin. ‘Que saudade!’ disse entrando com uma mala enorme.

– Noona, o que faz aqui? – SungMin a empurra discretamente.

– Vim passar o feriadão com o meu dongsaeng. Até o metrô ficou difícil de pegar!

Guaxinim e Minie fitam–se sem conseguir falar oque ou como.

– Mas e então? Não me digam que iam viajar?

– Exato! – Grita SungMin. – Eu e Kangin-ssi vamos pra Tailândia.

– China – Retruca Kangin.

– Isto, China… Inclusive já estamos indo né hyung?!’

– Sim, Tailândia, lá vamos nós…

– China – vez da retrucada do SungMin. – Desculpa noona.

Ela dá uma risada e o cutuca.

– Não tem problema não, amanhã eu volto pra casa. – Entra com as malas.

– Mas noona, você não pode ficar aqui sozinha. Não podemos fazer isso com você…

– Então querem que eu vá como? A pé? Não tem mais metrôs hoje. – Faz um bicão.

– Deixa, vamos amanhã de manhã. – O Guaxinim sai da sala levando as malas da “cunhada” para o quarto.

YoungWoon dormia na sala disponibilizando o quarto para o parceiro e sua irmã. Enquanto isso ocorria, SungMin foi de fininho até lá. Ao ver o namorado no chão, sem camisa e com o lençol coberto somente até a virilha foi à visão perfeita para excitá-lo. Apreciando a vista, ele puxou o cobertor bem devagar para não acorda-lo. Deixou à mostra aquela cueca samba-canção de patinhos que parecia ser a única roupa íntima que tinha. Sorriu. Afinal, a piada não perdia a graça. Debruçou-se e deu um leve beijo no volume. Levou sua mão até o peitoral, deslizou-a levemente. Beijou seu mamilo esquerdo o instigando a beija-lo mais. Fez uma trilha de ósculos (chupões delicados) até o umbigo. Passou a língua neste descendo até o volume novamente. SungMin sente uma mão levantando seu queixo. É Kangin, fitando-o amorosamente. Esse empurrou a cabeça do amado com sutileza contra o seu volume, implorando com o olhar o quanto queria aqueles lábios maravilhosos colados no seu pau. SungMin tirou aquela samba-canção que tanto o fazia rir e jogou-a para o alto ainda arfando os risos por não livrá-la nunca. Kangin sorriu apreciando a face do mais novo.

Minie encarou o pênis do guaxinim, o abocanhou e, em breve, o sugava. Os movimentos feitos eram tão frenéticos que as mãos de Kangin continuavam só acariciando os cabelos, não necessitava pressioná-lo contra o seu corpo. Quando totalmente duro, Sungmin parou. O retirou da boca fazendo-o observar o membro novamente, desta vez, cheio de veias saltadas. Isto o fez babar. Como o pênis do Kangin era lindo! Para Sungmin, aquilo era o bastante. Ele podia gozar só vendo aquela imagem, porém, ele podia mais, queria mais, e era motivo de mais.

Minie subiu em cima do noivo, tendo ajuda ao retirar a cueca que estava prestes a explodir com tamanha ereção. Encaixou o membro dentro de si e cavalgou sem piedade. Em tamanho êxtase, olhou para o corredor que tanto o deixava inseguro, sendo pego com o mais velho lá. Kangin observou a cena de camarote. Parou com o ato e o carregou até o carro em seu colo sem sequer retirar o membro de dentro do menino.

– Que tal irmos à China de carro em primeira classe? – sorriu maliciosamente.

Minie o encarou com um sorriso.

– Mas e o oceano?

Kangin gargalhou virilmente, encarou o noivo empurrando o quadril pra frente, fazendo esse gemer. Olhou com uma expressão safada e irônica.

– Desculpe, mas não vou deixar mais nada nem ninguém atrapalhar o meu fim de semana.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s