15 segundos

Imagem

 

Sinopse:

15 segundos, sem dúvida, pode durar mais do que você possa imaginar.

Na sala de treinamento, Tao e Kris se encontravam exaustos, praticamente desmaiados a vigor do treino de hoje. Geralmente, Tao usava a sala sozinho, já Kris costumava praticar com todos os outros membros. Hoje foi uma exceção.

– Kris?

– Sim?

– Eu gosto de você…

– Que bom… Também gosto de você…

– Então….

– Então…?

Estavam os dois lado a lado poupando o pouco ar que lhes restavam. Ambos se encaravam aguardando uma ‘pós-declaração’. “Você tem algo a dizer?” questionavam com o olhar. Kris desistiu, decidindo se levantar ignorando a declaração do outro e consecutivamente a sua.

Foi ao banheiro do dormitório – que era coletivo – despiu-se e assim começou seu banho. Esfregava sensualmente o seu cabelo, até aparentava ser proposital devido aos movimentos e a forte respiração que vinha do Box. A água estava fria, como Kris precisava, pois seu membro estava rijo, precisava disfarçar. Contudo, foi tudo em vão. A imagem do Panda estirado no chão pelo cansaço o apaixonara. “Preciso ver aquela cena de novo”, pensava.

Enquanto desligava o chuveiro alguém apoiou a mão em cima, como se estivesse o impedindo. Ao se virar pra ver quem era tomou um susto, pois era aquele que seus pensamentos buscavam, Huang zi tao. Estava nu, sorria timidamente, o fofo de sempre. A cena calou Kris completamente. Ficou paralisado por 15 segundos esperando seu sangue chegar ao cérebro.

– Ah… Tao! Eu… Ia mesmo atrás de… voc…– Foi silenciado pelo dedo indicador do mais novo, que chegava mais perto, cada vez mais.

Quanto mais perto seu rosto chegava seu dedo ia escorrendo, como as gotas de água daquele chuveiro ainda aberto. Wu Fan só sentia a respiração quente de Tao em seu rosto, o puxando para um delicioso beijo sobre a água.

Kris, com seu pau ainda duro, sentiu o de Tao endurecendo conforme se encostava ao seu. Ambos se amassavam bem excitados, Kris tentando apressar pro grande final, já Tao o segurava para que todo o momento durasse mais.

Kris o soltou para contemplar com os olhos aquele divino corpo. Tamanha era a apreciação sobre aquela sensualidade, com o corpo todo malhado, pele morena, quadril e tronco bem delineados, sem contar os olhos selvagens e os efeitos que água corrente causava em sua cena, permitindo-se fazer uma alusão ao Guarani.

– Você é… muito lindo. – Os olhos de Kris aparentavam saltar das órbitas.

Seu desejo pelo moreno era ainda maior.

Tao continuava calado e apenas sorria seguindo o que lhe cabia. Voltou a beijar Kris – que estava com o maxilar quase quebrando de tanto olhar o Panda pelado – sentindo as mãos do outro o bolinarem assiduamente, mãos que exploravam seu corpo o absorvendo totalmente para si que logo eram acompanhadas pelos lábios que chupavam milimetricamente seu corpo passo a passo, dentes que mordiscavam seu abdômen sem nenhum pudor.

Kris observava a face do seu amado, estando atento as reações que suas carícias selvagens o causara. Chegou ao umbigo, com a ponta da língua fez movimentos circulares e foi descendo pela linha de fogo. Quando chegou nos finalmentes Kris o desafiou:

– Você aprova?

Tao mordeu seu lábio inferior e balançou a cabeça aprovando.

Kris então lambeu os lábios e disse:

– Vamos ao trabalho. – Abocanhou seu pênis de um modo que fez as pernas do indivíduo tremerem.

Ainda mais animado com a reação, Kris começou a se masturbar enquanto sugava aquela delícia de membro, massageava seu pau ao sentir aquela coisa maravilhosa invadindo sua boca. Só pensava em fricciona-lo até seus lábios doerem. Estava tão excitado que havia fechado seus olhos para curtir o momento. Ao resolver abri-los, percebeu que Tao estava segurando seus gemidos com vergonha, a cada movimento que Kris fazia, Tao se contorcia e mordia seu lábio inferior ou seu dedo indicador dobrado, tudo pra não fazer barulho.

Kris ao perceber, parou seu trabalho, levantou e virou Tao de costas empinando um pouco sua bundinha.

– Agora me deixe explorar o outro lado do céu. – Sorriu e mordiscou de leve a cartilagem da orelha fazendo as pernas do Tao ficarem bambas.

Apertou seu membro, não com muita força, o preparando para estoca-lo no menino.

– Tá vendo isso aqui? – Pega a mão do Panda e a coloca em seu pau – Você gosta? – Apoia em cima da mão e o faz masturba-lo empurrando o quadril – Você o quer? – Tao fechou seus olhos e só sentiu aquele membro quente em sua mão pronto para tirar sua inocência, coisa que ele sonhara desde que conheceu Kris. – Certo, acho que isso é um sim. – Introduziu-o devagar. Agora sim, Tao gemia alto com a dor, suas pernas cansadas quase o fez cair.

Kris aproveitou a flexibilidade do amado e o virou passando sua perna por cima sem romper a troca amorosa. Com seu parceiro montado em cima dele, estocou seu membro com um pouco mais de força só para escutar mais os gemidinhos deliciosos de Tao ecoando pelo banheiro fechado e admirar as expressões de dor do mesmo junto aos biquinhos muito fofos que fazia.

– Tá gostoso? Quer que eu vá com mais calma? – disse Kris ofegante caçando beijos.

Tao nada respondeu, só aceitou os beijos dados.

– Ah… Então vou mais rápido.

Enfim, Wu Fan deixou seu romantismo de lado e estocou Tao sadicamente. Este arranhava as costas do parceiro enquanto introduzido, para ver se a dor diminuía. Aos poucos aquela dor tornou-se um prazer intenso que ele não largava. O membro rijo de Kris massageava sua próstata perfeitamente permitindo-o se debater em seu ápice. Gozou sem estimulação nenhuma do pênis, já sua próstata totalmente manipulada por aquele membro incrível o levou as alturas o dando um gritinho que permaneceu durante 15 segundos naquele banheiro, mas eram 15 segundos que jamais acabariam para o casal.

– Hyung… Hyung… Kris?

De repente, Kris acorda no cenário anterior, o tatame.

– Ah, você acordou! Nossa, fiquei com medo!

– O que aconteceu? – Disse Kris confuso.

– Estávamos lutando, quando sua pressão caiu você desmaiou. Estava quase chamando o médico, fiquei muito preocupado, você não parava de chamar pelo meu nome.

– Fiquei quanto tempo inconsciente?

– 15 segundos…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s