Annyeonghasseyo, Beijing

fanfiction-idolos-exo-annyeonghasseyo-beijing-677946,180320131351

Capítulo 2 – Terceiros

15 de fevereiro de 2013,

Já estava perto da minha partida. Logo estaria na China e, acima de tudo, dividindo um apartamento com ZiTao. Falando nele, desde aquela loucura ele havia se isolado de tudo e todos. Nem na biblioteca ele ia mais. Parecia estar só no quarto, sem visitas; nem a dos amigos mais próximos. Só conseguia algum contato visual com ele no refeitório – quando ele ia -, ou nos treinos. Todos diziam que estava se dedicando em tempo integral aos estudos de coreano. Isso era muito estranho! Agora que ia embora estar empolgado… Era óbvio que era mentira, mas ninguém parecia ligar.

“Desculpe-me, mas mereço satisfações. O que aconteceu? Por que ficou daquele jeito? Sei que não é da sua natureza, não pretendo correr atrás de você porque isso chatearia a mim também. Mas, por favor, responda o bilhete e pare de ser tão infantil. Vamos morar juntos agora, não pode ficar fugindo de mim. Os nossos problemas não tem nada a ver com o grupo – não os faça sofrer. De qualquer forma, estávamos bêbados, finja que nada aconteceu, certo?! Pare de agir como se eu tivesse te violado, afinal, você concedeu e eu parei quando pediu. Nos encontramos no aeroporto, pelo menos.” Coloquei o bilhete em baixo da porta do quarto dele.

Enquanto o resto do grupo se estressava com o debut, eu me estressava por estar a caminho da China falando mal o mandarim. Precisava me trancar, sair do dormitório somente para ir a biblioteca.

– Vamos ao Shopping? – Luhan me chamava. – Preciso comprar uma mala nova, todas as minhas coisas não vão caber nessa maletinha. – Carregava praticamente um suporte de caminhão nas mãos.

– Ah, não dá. Vou a biblioteca, tenho que me dedicar ao mandarim.

– Certo. – Recolheu seu dinheiro. – Até mais.

Cumprimentei de volta.

Ao meu destino, pensei o quanto estaria solitário. Somente Tao permanecia naquela sala de estudos, pois os trainees estrangeiros que a SM contrata costumam saber inglês e coreano, logo não se preocupavam tanto.

Ao chegar lá, fiquei feliz que não estava sozinho. Observei bem a presença de um aluno da aula básica de chinês fornecido pela SM aos grupos que vão contratar na língua. O menino não era veterano, mas acho que nunca o vi.

Fui me aproximando, era o maior vocal do meu grupo. Estava com o livro de chinês avançado para iniciantes. Acho que diferente de mim, ele estava falando quase bem. Nossa, que bronze essa pele! Me chamou mais atenção ainda a blusa com decote masculino ao estilo latino, permitia ver todo o seu colo, estava levemente inclinado pra baixo… Tentei pescar o mamilo na abertura que a pose dele dava, mas a blusa era meio coladinha. Ah não, no colar que ele usava tinha um anel de compromisso…

Quando eu ia voltar, escutei um sussurro baixo

– Olá! – virei-me para videa-lo. – Kim Minseok, certo?

– Sim… Kim Jongdae?

Ele sorriu e assentiu.

– Tem alguém nessa cadeira?

Ele afirmou novamente com a cabeça. Apontou a cadeira do lado oposto, então sentei.

– Encontrei o livro de sequências, Jong-hyung. – Disse uma voz conhecida atrás de mim.

– Obrigado, Zitao-donsaeng. – Agradeceu Chen na minha frente.

Não me virei, deixei a conversa fluir sem ser notado.

– Ni Hao. – Cumprimentou-me Tao tocando no meu ombro com a esperança de que eu me virasse. Não deve ter me reconhecido por causa do cabelo que estava penteado.

– Ni Hao. – Falei sem me virar.

Jongdae rui. Tao parecia estar rindo também.

Se precisar de ajuda, pode falar comigo, hyung. – Tao se despediu e foi embora.

Jongdae me olhou fixamente e perguntou:

– Você é bem tímido, né? – Riu.

– Ah… Sim, sim. – Tentei confirmar a questão para não parecer suspeito.

– Estou terminando os meus estudos, se importa se eu sair mais cedo? – questionou sem graça.

– Não, tudo bem…

Ele foi se levantando enquanto recolhia o material.

– Chen. – toquei o seu braço. – Tem compromisso?

Ele sorriu e negou.

– Quer ir ao rodeio comigo? Wu Fan e a namorada devem estar por lá… Dá pra pegar várias gatas e…

– Desculpa, quem é Wu Fan?

– É um integrante do nosso grupo.

– Ah! Kris?! O rapper, certo?

– Isso! – Falei alto empolgado.

*Shhhhh* O bibliotecário pois o dedo indicador na boca como um indicador de silêncio.

– Aff! – Questionei sussurrando. – Só tem a gente aqui! Precisava desse show todo?

Ele riu. Tinha uma postura “menino simpático” e ainda bronzeado… Não! Ele usa um anel de compromisso no pescoço com esse decote viril… Não! Além de comprometido eu mal o conheço…

– Mas então? Aceita ir conosco?

– Ah… Vai durar a noite toda? É que… Amanhã cedo temos que partir.

Era do tipo certinho também… Tesã… Não! Acalme-se, XiuMin.

– Ah, se quiser então podemos ir a casa de chá. Tem uma que o Luhan frequenta que parece boa. Fecha às 22h

– Chá? Bem, tudo bem. – sorriu.

Ao chegarmos lá, Chen foi contando como entrou na empresa, seus gostos, seus hábitos, o longo tempo que viveu em um colégio de padre, o que aprendeu lá e o quanto estava animado para conhecer a China.

Não citou compromisso emocional com ninguém, ou seja, é gay… Ou realmente não tinha.

– E você? – Questiono ansioso.

– Bem, admito que estou com um pouco de medo… Não falo chinês muito bem, então…

– Ah, eu tenho estudado duro esses seis meses. Desde a última gravação que fizemos, fiquei meio desconfortável com as críticas ao meu sotaque e a minha falta de cuidado com a pronúncia…

– Críticos! Chineses são todos iguais, sabe? Malucos! – Pensei em ZiTao bipolar na mesma hora.

– Ah! – Ele riu. – Não fale assim. – Tomou um gole do chá de cidreira fervido no leite caramelado. – Tenho recebido muita ajuda de um integrante do nosso grupo, o Zitao. Sabe quem é?

– Ah, se sei! – Pensei nele de quatro empinando a bundinha pra mim enquanto gemia. – Digo… – Limpei a baba no canto da minha boca disfarçadamente. – Sei sim.

Ele olhou meio estranho e riu em seguida.

– Você é engraçado… Minseok?

– Sim, Minseok.

– Hyung? – Sorriu.

– Hyung. – Confirmei.

Quando saímos da confeitaria, passamos na praça perto da empresa. Parecia estar festejando algo, muitos artistas de sua rua se juntaram lá para venderem suas artes.

– Futuramente seremos nós, não é? – Questionou maravilhado com o trabalho dos artistas de rua, variava de circo à orquestra cigana.

– Sim, mas mais professional, sabe? – ri. – Um grande palco com luzes e menininhas gritando o nosso nome.

De costume, Chen riu. Peguei a mão dele e o conduzi correndo ao topo da liberdade. Era um grande tronco de uma arvora bem grossa que fora cortada, virou uma espécie de palco para os artistas de rua.

– Está doido, MinSeok-hyung? – Disse Chen rindo com vergonha. – Socorro.

– Cante! – Eu disse seriamente. – Aqui, você não terá críticos. É somente você e a sua arte. Você é o que gosta de fazer, sua música é a sua alma, aqui você canta sem preocupações com o certo e o errado, você dita as regras.

Ele me olhou com um pouco de medo, mas logo começou a cantar. Era It’s hard a life do Queen em uma improvisação acapella que fazíamos. Dei o ritmo e no refrão cantamos juntos. Quando olhamos para baixo, tinha uma miniplateia. Paramos  ela nos aplaudiu.

Chen começou a rir e eu fiz o mesmo em seguida. Saímos correndo do palco direto ao metrô. Viramos a esquina do relógio.

– Ai, meu coração! – Riu Chen sem fôlego. – Hyung, isso foi muito divertido! – Segurava a barriga rindo.

– É, também adorei!

Ficamos rindo um pro outro durante um tempinho. Olhamos para os lados e vimos que a praça era deserta.

Olhei para Chen que me encarava sério. Eu comecei a ficar com um pouquinho de medo. Ele se aproximou rapidamente e me beijou. Pela textura dos lábios, foi só um selinho. Parecia estar com medo. Logo se afastou e viu o que fez. Ficara assustado, segurando sua boca com as duas mãos. Estava com medo, mas parecia ser medo de apanhar ou de que alguém descubra.

Puxei-o lentamente para mais um beijo, brincamos com os nossos lábios por um dos lados estarem com pudor. Ele agarrou o anel com a mão, seu rosto de encheu de lágrimas e então me beijou de forma picante. No início, parecia se negar nos intervalos, depois se entregou por completo. Seus braços lutavam contra seu corpo para me abraçar, ele não conseguia parar de chorar, parecia que ia se despedaçar a qualquer momento. Se eu o despisse e o desposasse aqui mesmo, ele não ligaria, parecia estar virando pó.

No final do beijo, ele não se aguentava de soluçar. Puxei-o para um banco da praça e o abracei. Ficamos lá durante um tempo em silêncio, sozinhos.

Meu celular vibrou. Era o Luhan perguntando onde eu estava e que estava rolando uma festa de despedida do EXO-M que ia embarcar amanhã.

– Chen? – O cutuquei. Estava dormindo.

– Oi? – Acordou limpando os olhos.

– Vamos?

– Vamos…

Ao entramos no prédio, a barulheira era tanta que o Chen logo voltou a si.

Abrindo a porta, uma baita barulheira da festa. Todos os trainees da nossa época presentes, alguns dos nossos veteranos também estavam lá.

– Vem, garotos. – Laçou o meu pescoço com a sua gravata me puxando pra pista de forma sensual. – Essa festa é pra vocês. – Este é Jongin, o garoto mais lindo que já vi na minha vida. Pena que era tão narciso, com certeza não o meu estilo… Confesso eu fiquei chateado quando debutamos em grupos diferentes, ele deu tanto em cima de mim… – Quer um drink? – Piscou.

– Licença, Jong. – Luhan me puxou pelo braço e levou para um cantinho. – Aonde vocês estavam? Nossos manangers ficaram putos. Por que não avisou que ia sair?

– Desculpa. Era pra gente voltar às 22h, mas rolou um imprevis…

Parei de falar quando vi Chen abraçando ZiTao  de forma extremamente calorosa.

– Oi? – Luhan estalou os dedos na minha frente.

– Zitao-donsaeng tem uma corrente com anel. – Acabo de reparar.

– Jongdae-donsaeng também. – apontou Luhan.

– Eu sei…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s